Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Escravidão
politicamente incorrecto

· À Pontifícia Academia das ciências sociais o Papa denuncia o escândalo do tráfico de seres humanos ·

Tráfico de seres humanos, trabalho forçado, prostituição, comércio de órgãos: são as modernas formas de escravidão denunciadas pelo Papa Francisco durante a audiência aos participantes na plenária da Pontifícia Academia das ciências sociais, recebidos na manhã de sábado 18 de Abril, na Sala do Consistório.

«Infelizmente – frisou o Pontífice – num sistema económico global dominado pelo lucro, desenvolveram-se novas formas de escravidão que de uma certa forma são piores e mais desumanas das do passado. Portanto, sobretudo hoje, seguindo a mensagem de redenção do Senhor, somos chamados a denunciá-las e a combatê-las. Em primeiro lugar, devemos tornar as pessoas mais conscientes deste novo mal que, no mundo global, se quer ocultar porque escandaloso e «politicamente incorrecto». Ninguém gosta de reconhecer que na própria cidade, no próprio bairro, na própria região ou nação existem novas formas de escravidão, ao passo que sabemos que esta chaga diz respeito a quase todos os países».

Discurso do Papa 

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

14 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS