Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Escravas da classe média indiana

Um dos aspectos do boom económico indiano refere-se a adolescentes assumidas como domésticas e tratadas como escravas pela classe média dos novos ricos. A explosão da procura de empregadas domésticas lançou no mercado muitíssimas meninas, de modo geral vendidas pelos familiares a agências de emprego sem escrúpulos. As adolescentes têm o grande mérito de custar menos que um adulto (ou até de serem grátis), são mais facilmente exploradas, subjugadas e fechadas em casa, em violação   das leis contra o trabalho juvenil. Sem repouso, espancadas, humilhadas, desnutridas e controladas por câmaras de circuito fechado: a imprensa local denuncia, mas o comércio permanece próspero.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

16 de Setembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS