Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Escolas com alma

· Dois encontros do Papa ·

A preocupação pelos jovens esteve no centro dos dois longos encontros do Papa Francisco com cerca de oitenta pessoas provenientes da Argentina e de outros países. Os visitantes – educadores, sindicalistas, empresários, jornalistas, desportistas, entre os quais Alicia Barrios, Ricardo Alberto Pignanelli, Roberto Dabusti, Julio Grondona, Gianni Vattimo – foram recebidos em Santa Marta na tarde da festa de são José em conclusão dos três dias organizados no Vaticano pelas Scholas Ocurrentes juntamente com a Pontifícia Academia das Ciências, que foi encorajada pelo Papa para a iniciativa, e contou com a presença do bispo chanceler Marcelo Sánchez Sorondo. 

E chegou um tweet («Uma saudação à rede mundial das Escolas para o Encontro. Hoje plantamos a primeira oliveira virtual pela paz. @infoscholas») lançado por @pontifex precisamente enquanto de um tablet com um clic o Pontífice colocava no sito a pequena árvore.

Não foi ocasional que no dia da memória do homem justo que soube cuidar e educar o pequeno Jesus ao qual o Pontífice dedicou a reflexão a audiência geral da manhã, as palavras do Papa Francisco voltaram sobre o tema da educação e do desporto: único caminho para prevenir o desastre representado pelas dependências, in primis a droga. Num contexto dominado pelo culto exclusivo do bem-estar, por um liberalismo económico exagerado e por um mercado enlouquecido que exclui o que não é útil. Assim, em muitos países o desemprego juvenil alcança percentagens altíssimas e cada vez mais preocupantes, cujo resultado é marginalizar, excluir e descartar, juntamente com os idosos, uma geração inteira. Portanto, o compromisso pela educação é urgente e deve ser assumido tanto pela família como pela escola que – concluiu o Pontífice – deve continuar a ter uma alma.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

18 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS