Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Epifania da família

· Bento XVI durante a catequese reflecte sobre as duas jornadas em Milão ·

Milão cidade da família; Epifania da família. Com estas duas frases Bento XVI sintetizou os três dias vividos entre sexta-feira e domingo passado em Milão onde, além de visitar a diocese, presidiu aos eventos conclusivos do VII encontro mundial das famílias. Jornadas durante as quais – como explicou na quarta-feira, 6 de Junho, aos fiéis que participaram na audiência geral na praça de São Pedro – reafirmou, ponto por ponto, o seu magistério sobre aquela que definiu «comunidade de vida e de amor que o próprio Deus quis para o homem e a mulher».

Prólogo «singular e nobre» foi o concerto no teatro alla Scala, no final do qual dirigiu o seu pensamento para os sofrimentos das famílias, sobretudo as atingida pelo recente terramoto. Além disso, repercorrendo as etapas daqueles dias, sintetizou os temas recorrentes no seu ensinamento fundado no «Evangelho da Família». Iniciou, significativamente, reafirmando o valor do celibato e da virgindade dos consagrados, «sinal luminoso do amor a Deus e aos irmãos». E, a seguir, o convite aos jovens para responderem com «um sim livre e consciente ao Evangelho de Jesus»; o apelo às autoridades «a tutelar as pessoas nos seus multíplices aspectos» e a reconhecer «a identidade própria da família, fundada no matrimónio entre um homem e uma mulher»; a sua participação nas dificuldades que os núcleos familiares vivem hoje; a importância do domingo como dia  dedicado à família, também a fim de se aproximar de Deus;  o apelo a edificar comunidades eclesiais «que sejam cada vez mais família, capazes de reflectir a beleza da santíssima Trindade» e, por fim, a necessidade de reconhecer a importância da tríade constituída pela «família, trabalho e festa» como «dons de Deus».

Todas expressões que tornaram o evento de Milão «uma eloquente epifania da família».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

16 de Setembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS