Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

​A encíclica «Laudato si'» em chave rock

Relançar os conteúdos da encíclica Laudato si' entre os jovens da América Latina inclusive através de uma sinergia entre a Pontifícia Academia das ciências sociais e o mundo da música rock. Foi por causa deste projecto que o popular cantor argentino Charly Alberti se encontrou com o Papa durante a audiência geral. «Precisamente como músico – disse – dei vida à Fundação Revolución 21 a fim de contribuir para o desenvolvimento sustentável da América Latina com o redescobrimento das suas riquezas humanas e naturais». E este compromisso total «com a participação de peritos qualificados nas diversas problemáticas ambientais», levou Charly Alberti ao projecto de colaboração com o arcebispo Marcelo Sánchez Sorondo, presidente da Pontifícia Academia das ciências sociais. «A música rock – diz Alberti – é uma linguagem espontânea ao alcance dos mais jovens que são, pela própria natureza, também particularmente sensíveis às questões do respeito pelo ambiente. E também a linguagem do Papa Francisco é directa, clara e compreensível pelas novas gerações, que com efeito o estão a ouvir com atenção».

Vieram à audiência trinta e dois iraquianos que, nos anos passados conseguiram chegar à Suécia e contaram ao Pontífice histórias de sofrimento das suas famílias. Agora, por causa das violências que atingem a sua terra de origem, perderam o contacto com parentes e amigos. Acompanharam-nos o padre Rami Alkabalan, do patriarcado de Antioquia dos sírios. Ao lado deles, cinquenta voluntários do corpo italiano de socorro da Ordem de Malta, que participaram nas acções de acolhimento dos migrantes no Mediterrâneo desde 2008. «Tempestivos no socorro, eficazes no serviço» é o lema dos voluntários, comprometidos a permanecer ao lado das pessoas que sofrem não só em Lampedusa mas em todas as situações de emergência.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

23 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS