Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Em fuga da desumanidade

· ​O Papa Francisco volta a denunciar a difícil situação dos cristãos no Médio Oriente ·

O Papa Francisco voltou a denunciar a «difícil situação» do Médio Oriente, convidando a multiplicar os esforços para ir ao encontro das necessidades dos cristãos obrigados a fugir para se «pôr ao abrigo de uma desumanidade que lança nas estradas populações inteiras, deixando-as sem meios de subsistência».

Na audiência a Sua Beatitude Ignace Youssif III Younan, patriarca de Antioquia dos Sírios – recebido na manhã de sexta-feira, 12 de Dezembro, na Sala Clementina, juntamente com bispos e fiéis da comunidade sírio-antioquena – o Pontífice expressou o seu encorajamento sobretudo às comunidades do Iraque e da Síria, «que vivem momentos de grande sofrimento e medo face às violências», garantindo-lhes «solidariedade» e «compaixão».

Para Francisco o êxodo dos fiéis por causa dos conflitos «empobrece a presença cristã no Médio Oriente» e obriga a Igreja a reflectir sobre «as novas exigências pastorais» que derivam deste «desafio». Eis então o convite a coordenar os esforços «para responder às necessidades humanitárias quer de quantos permanecem na pátria, quer dos que se refugiaram noutros países».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

9 de Dezembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS