Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Em diálogo com os jovens

· O domingo do Papa Francisco ·

No meio dos jovens para os ouvir, aconselhar, encorajar a ser protagonistas da própria vida. Foi um domingo especial o do Papa Francisco, que desejou passar boa parte do dia 17 de setembro com os participantes na festa «Giovaninsieme», um grupo de cerca de 550 jovens acompanhados pelos frades menores das Marcas.

Por volta das 9h30, o Pontífice foi a pé da casa Santa Marta diretamente à Sala Paulo VI, onde os jovens estavam reunidos. Após as saudações e os dons simbólicos que lhe ofereceram, Francisco guiou um momento de escuta da palavra de Deus, primeiro com a leitura do salmo 121 e depois do trecho dos discípulos de Emaús narrado pelo Evangelho de Lucas. Foi precisamente este excerto que inspirou o Papa para uma catequese. Reflexões pronunciadas de forma improvisada, envolvendo de vez em quando os jovens com perguntas e provocações para os solicitar a sair deles mesmos, a vida nas próprias mãos, tornarem-se artífices e protagonistas.

Antes do meio-dia o Pontífice deixou a Sala para ir recitar o Angelus. Na praça, a ouvir a sua reflexão, dedicada ao perdão e à misericórdia de Deus, estavam também os seus jovens hóspedes, que depois voltaram ao Vaticano para o almoço. Francisco encontrou-se de novo com eles por volta das 15h00 , iniciando um diálogo feito de perguntas e respostas. Adolescentes, jovens, uma família, alternaram-se diante dele para pedir indicações e conselhos sobre alguns temas importantes: a vida, a fé, a vocação, o amor, a família. O entusiasmo jubiloso que caracterizou todo o encontro cedeu lugar ao silêncio e os jovens ouviram com atenção as palavras do Pontífice. No final, antes de terminar o encontro às 16h30, a exortação foi clara: «Ide pelos caminhos da vida sem medo! Com alegria e esperança».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

23 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS