Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

​Elogio do carrossel

· ​O Papa ao mundo do espetáculo viajante ·

«Uma beleza “artesanal”, diferente da produzida pelas grandes indústrias do divertimento, que resulta um pouco “assética”». O Papa Francisco elogiou as emoções suscitadas pelo trabalho dos feirantes e dos trabalhadores dos parques de diversões, durante a audiência de sexta-feira, 15 de setembro, concedida à Associação dos artistas do mundo do espetáculo itinerante italianos. Uma atividade, explicou, «que perfuma de maravilha, de encanto, e que contudo é fruto de muitas horas de duro trabalho». Porque, confidenciou o Pontífice, um «carrossel nunca deixa de maravilhar, gera uma suave alegria, nos pequeninos e nos grandes». No seu discurso Francisco disse também estar ciente de que «a vida do trabalhador itinerante não é fácil», mas feita de dificuldades encontradas no «errar constante de um lugar para outro». Eis o convite a não desanimar e a continuar o caminho, «para que – concluiu – as nossas cidades e os nossos países não percam o gosto desta beleza peculiar através da vossa presença, da vossa arte, da vossa alegria».

Discurso do Papa 

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

22 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS