Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Eis o que qualifica a identidade católica dos organismos caritativos

· Reflexões sobre o motu proprio «Intima Ecclesiae natura» de Bento XVI ·

O cardeal arcebispo de Madrid, Antonio María Rouco Varela, e o arcebispo de Dijon, Roland Minnerath, propõem algumas reflexões sobre o motu proprio de Bento XVI «Intima Ecclesiae natura», publicado a 1 de Dezembro de 2012. A noção da identidade católica – escreve o arcebispo Minnerath «surge já nas primeiras palavras do motu proprio. A “natureza íntima da Igreja” deve manifestar-se nas instituições e na obra de caridade que ela promove em nome da sua missão apostólica. O motu proprio recorda oportunamente que «o serviço da caridade» é parte integrante da missão de cada Igreja particular e que, por isso,  depende do ministério do bispo».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

16 de Setembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS