Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Ecologismo cristão

· ​Primeira pregação de Advento ·

Todos, crentes e não crentes, deveriam comprometer-se num «ideal de sobriedade e de respeito pela criação; mas nós cristãos devemos fazê-lo por um motivo e com uma intenção a mais», porque somos chamados, na adesão a Cristo, a participar na sua obra de criação e redenção do mundo. Em síntese, foi esta a exortação que o padre Raniero Cantalamessa fez na primeira pregação de Advento proferida na manhã de 15 de dezembro na Capela Redemptoris Mater, na presença do Papa.

Uma exortação que, partindo de bases teológicas e da meditação espiritual, se tornou muito concreta declinando-se em sugestões práticas para a vida de todos os dias. Como a de se comprometer a «não desperdiçar o papel» e a «não ser ladrões de recursos, usando-os mais do que é necessário, subtraindo-os assim a quem vier depois de nós». Precisamente no tempo de preparação para o Natal, reconsiderando como o próprio Criador, «fazendo-se homem, se contentou de uma estrebaria para nascer», cada um de nós deveria sentir a «chamada a esta forte sobriedade e moderação no uso das coisas».

Considerações às quais o pregador da casa pontifícia chegou através de uma linha de pensamento que, nas duas pregações previstas para este período de Advento, pretende «colocar novamente a pessoa divino-humana de Cristo no centro dos dois grandes componentes que, juntos, constituem “o real”, ou seja, a criação e a história». Sempre com uma finalidade «prática», isto é, a de «colocar Cristo antes de tudo “no centro” da nossa vida pessoal e da nossa visão do mundo».

Um objetivo fundamental dado que, frisou o capuchinho, «não obstante se fale muito dele, Cristo é um marginalizado da nossa cultura».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

18 de Novembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS