Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Ecologia e low cost

· Os presépios na Casa de Santa Marta ·

Galhos, madeira, ramos, musgos e rochas provenientes dos Jardins do Vaticano. Tintas laváveis e fonte com água corrente. Caracteriza-se pelo low cost e pela sustentabilidade ambiental o presépio montado no andar térreo da Casa de Santa Marta no Vaticano. Algumas dezenas de personagens – estátuas de madeira polícroma realizadas entre o fim de Oitocentos e o início de Novecentos – convergem numa ruína, um pórtico que as intempéries e o tempo estragaram. Sob um abrigo que mais parece de fortuna que uma casa encontraram asilo Maria, José e o Menino.

Alessandro Di Placidi, responsável pela manutenção da Casa, que montou o presépio, explica-nos que Jesus escolheu nascer num lugar em decadência, provisório, no qual falta tudo: só o tecto é garantido. Nas laterais um flautista e um pastor com a gaita dirigem-se para o pórtico seguidos por um rebanho de ovelhas, enquanto os outros personagens se preparam para receber o nascimento do Salvador. Atrás, de um lado, escorre a água de uma fonte.

Sente-se a harmonia que o autor do presépio quis imprimir em toda a cena. As luzes convidam a fixar o olhar no abrigo simples, e voltam à mente as palavras de um manuscrito de santa Teresa de Lisieux: «Na noite em que Jesus se fez débil e sofredor por amor a mim, Ele tornou-me forte e corajosa». O homem reconcilia-se com a criação, a criatura com o seu Criador. Também a natureza participa nesta festa. E a fragrância do musgo e das tintas que se misturam ao redor do presépio, revelando-se aos sentidos , exprimem esta participação.

Para o outro presépio montado no salão da Casa de Santa Marta, Pasquale Scognamiglio deixou-se inspirar por um quadro de 1815 do dinamarquês Christoffer Wilhelm Eckersberg, que representa a pequena torre redonda de Tor di Quinto em Roma. No fundo da paisagem rochosa surge uma torre circundada por três casas. À esquerda, numa varanda, vê-se uma dona de casa que estende um lençol branco. Ao redor, aquela que outrora era a zona rural romana, com o terreno levemente em declive, os arbustos, a vegetação espontânea. Encastoada neste cenário, a gruta na qual nasce Jesus. A obra foi oferecida ao Papa pela paróquia de Santa Domitila, de Latina.

O terceiro presépio montado este ano na Casa de Santa Marta está na antecâmara do apartamento do Papa Francisco. Trata-se de um dom oferecido pelo grupo «amigos do Presépio», de Monte Porzio Catone. É um diorama de escola romano-espanhola, sem construções, no qual encontra colocação a gruta. Foi preparado com a utilização de polistireno, gesso, juta e madeira, com luzes led. Foram escolhidas estátuas em resina provenientes de Montserrat, na Espanha, para representar a natividade. (nicola gori)

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

20 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS