Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

​É preciso
rezar pela paz

· ​Na audiência geral o apelo a cristãos, judeus e muçulmanos ·

«No nosso tempo é preciso rezar muito pela paz»: foi o novo e urgente apelo do Papa – lançado no final da audiência geral de quarta-feira, 7 de junho, ao saudar os grupos de fiéis presentes na praça de São Pedro – a «cristãos judeus e muçulmanos» na vigília da iniciativa «Um minuto pela paz», que terá lugar na quinta-feira em diversos países em recordação do encontro de 8 de junho de 2014 no Vaticano entre o Pontífice e os presidentes israelita e palestino.

Precedentemente, dando prosseguimento às catequeses sobre a esperança cristã à luz da Escritura, o Papa falou sobre a oração de Jesus (Lucas 11, 1-4), refletindo em particular acerca do Pai-Nosso. De facto, explicou, «todo o mistério da oração cristã se resume aqui, nesta palavra: ter a coragem de chamar Deus com o nome de Pai».

Por isso, prosseguiu, «nunca estamos sozinhos. Podemos estar distantes, hostis», até «poderíamos professar-nos “sem Deus”. Mas Deus não pode estar sem nós: ele nunca será um Deus “sem o homem”; é ele que não pode estar sem nós, e este é um grande mistério! Esta certeza – concluiu – é a fonte da nossa esperança». 

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

26 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS