Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Diversidade como riqueza

· Dedicado aos migrantes o encontro dos bispos das Igrejas orientais católicas na Europa realizado em Portugal ·

O diálogo é «imprescindível no mundo das migrações». A sua finalidade é «edificar e fazer crescer a Igreja nos migrantes e com os migrantes». Afirmou o cardeal Antonio Maria Vegliò numa mensagem enviada ao encontro dos bispos das Igrejas orientais católicas na Europa sobre o tema «A cura pastoral dos migrantes católicos orientais nos países ocidentais», que se realiza em Portugal de 20 a 23 de outubro.

A mensagem do presidente do Pontifício Conselho para a pastoral dos migrantes e itinerantes foi lida pelo oficial do dicastério, padre Matteo Gardzinski, durante a assembleia inaugural dos trabalhos na igreja do mosteiro dos Jerónimos em Lisboa. Nele o purpurado frisou que não se trata de realizar uma pastoral só a favor dos migrantes, mas «neles e com eles». A Igreja, nesta obra, tem «a extraordinária possibilidade de demonstrar a sua universalidade, apoiando uma rede única de solidariedade e colaboração pastoral entre país de partida e de chegada». Por conseguinte, as migrações representam «uma oportunidade que devem ser seriamente valorizadas».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

24 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS