Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Correndo pela Via pacis

Correram até perder o fôlego pelas ruas de Roma a fim de testemunhar «amizade e solidariedade» com a linguagem universal do desporto: trinta funcionárias do Vaticano participaram na manhã de domingo 17 de setembro na Via pacis, na primeira meia maratona inter-religiosa, com partida e chegada na via della Conciliazione. Ombro a ombro com os «maratonistas do Papa», com as suas camisolas amarelo e branco, correram os representantes do histórico clube judaico Maccabi e duzentos jovens corredores da comunidade islâmica, além dos top runners africanos e atletas italianos de primeira categoria.

Uns ao lado dos outros correram por vinte e um quilómetros estimulando-se reciprocamente, trocando inclusive as garrafas de água nos pontos de fornecimento, num percurso simbólico, no centro da cidade, que passava em frente da sinagoga, da mesquita e das igrejas ortodoxa e vandense. Um abraço culmindo ao meio-dia na praça de São Pedro com a participação no Angelus. «Faço votos para que esta iniciativa cultural e desportiva possa favorecer o diálogo, a convivência e a paz» foram as palavras do Papa Francisco, muito aplaudidas pelos mais de três mil runners, representantes de quarenta e dois países. Entre eles também famílias, idosos e crianças – não poucos carrinhos empurrados por pais corredores – deficientes e até um grupo de refugiados que animaram a corrida não-competitiva. A comunidade colombiana na Itália foi a presença mais numerosa pois se mobilizou para dizer «obrigado ao Papa» pela recente viagem ao seu país.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

21 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS