Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Conferência de imprensa do Papa

· Durante o voo de retorno a Roma o Pontífice respondeu às perguntas dos jornalistas por mais de uma hora ·

Durante o voo de retorno de Ciudad Juárez para Roma, por mais de uma hora o Pontífice respondeu a doze perguntas que os jornalistas lhe formularam. Muito diversos entre si os temas tratados: a violência que flagela o grande país visitado, os abusos sexuais contra menores cometidos por eclesiásticos, a questão das migrações no contexto das eleições presidenciais norte-americanas, o encontro com Cirilo, o debate sobre as uniões civis, os aspectos morais da epidemia de zika, o futuro da Europa, a família, o ano santo extraordinário, a relação de João Paulo II com as mulheres, as viagens papais, a devoção à Virgem de Guadalupe.

A propósito dos abusos, em particular, Francisco quis homenagear de novo o seu predecessor e a determinação com a qual enfrentou a questão desde quando era prefeito da Congregação para a doutrina da fé. O Papa garantiu proximidade espiritual aos ortodoxos na perspectiva do concílio de Creta, reafirmando a alegria pelo encontro com o «irmão» Cirilo. Sobre a epidemia de zika o Pontífice afirmou que o aborto é um crime. Em relação às famílias feridas, Francisco evocou os dois sínodos e a iminente exortação apostólica para reafirmar a necessidade de as integrar na vida da Igreja. Por fim, referindo-se ao amor pela Virgem de Guadalupe, falou com admiração da fé do povo mexicano.

Texto da conferência de imprensa no site da Santa Sé

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

19 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS