Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Como em Éfeso

· ​Na missa do primeiro dia de 2017 o Papa convidou os fiéis a pôr-se de pé para aclamar a Mãe de Deus ·

Na missa para a solenidade de Maria Santíssima, o Papa Francisco pediu a todos os presentes na basílica vaticana que se pusessem de pé e aclamassem três vezes a Santa Mãe de Deus. Precisamente como aconteceu no concílio de Éfeso no ano 431. O gesto caracterizou a celebração presidida pelo Pontífice na manhã do primeiro dia de 2017 que, desde há cinquenta anos, coincide com o Dia mundial da paz. Tema deste ano: «A não-violência: estilo de uma política pela paz». Com as orações dos fiéis, em cinco línguas entre as quais chinês e swahili, foram relançados os momentos salientes da homilia do Pontífice. Começando pela recordação por todas as mães, para que «o Senhor abençoe as mulheres que geram a vida, alimente nelas a doçura no cuidado dos filhos e a firmeza em educá-los para a maturidade», Além disso, não faltou uma intenção «pela paz», com o desejo de que Deus «interrompa os enredos da guerra, liberte as mentes e os corações do ódio, inspire novos sentimentos de fraternidade e de reconciliação». E por isso foi invocado o Senhor a fim de que «revele a verdade» a «legisladores, governantes e juízes», fazendo com que «cresça neles o desejo de justiça». Como é tradição, na procissão do ofertório participaram alguns «Sternsingers», isto é os cantores das janeiras, crianças vestidas como os reis magos que na área linguística alemã recolhem ofertas sobretudo para os coetâneos mais pobres.

Homilia do Papa

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

24 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS