Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Como é difícil para um rico entrar no Reino de Deus

· Bento XVI no Angelus na praça de São Pedro ·

A relação entre riqueza e santidade foi o tema da reflexão proposta pelo Papa aos fiéis reunidos ontem, domingo 14 de Outubro, na praça de São Pedro para o habitual encontro dominical do Angelus. Referindo-se ao episódio narrado no Evangelho de Marcos, Bento XVI voltou portanto a falar de uma temática que suscitou com frequência interrogações. Não é uma relação directa entre abundância de bens possuídos e a impossibilidade, para os ricos, de percorrer o caminho da santidade. Tudo depende, observou o Pontífice, do uso que dela se faz. Certamente, disse o Papa repetindo o ensinamento de Jesus, «como é difícil para aqueles que possuem riquezas entrar no reino de Deus». Mas depois recordou também que o que é impossível aos homens não é impossível a Deus. «Quem é rico – é o caminho indicado – não seja apegado aos próprios bens a ponto de renunciar à própria salvação», aliás, use-os «de maneira evangélica» para «entrar na plenitude da vida». De resto, «a história da Igreja – disse ainda – está cheia de exemplos de pessoas ricas, que usaram os próprios bens de modo evangélico, alcançando até a santidade». Por fim o Papa recordou a beatificação em Praga de Federico Bachstein e dos 13 frades menores que partilharam com ele o martírio.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

23 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS