Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Combates em Benghazi entre milícias rivais

· Incerteza e insegurança na Líbia ·

O balanço ainda provisório dos confrontos que rebentaram na sexta-feira em Benghazi, nos quais viram cidadãos armados atacaram os milicianos salafitas e as milícias islâmicas filo-governamentais, amonta a pelo menos quatro mortos e mais de quarenta feridos. As violências iniciaram depois de 30.000 pessoas terem marchado na Jornada de salvamento de Benghazi, um protesto contra a presença de milícias armadas na cidade e para honrar o embaixador estado-unidense na Líbia, Chris Stevens, assassinado na semana passada. Uma parte dos manifestantes assaltou no centro o quartel de Ansar Al Sharia, a milícia salafista que se presume responsável do ataque do Consulado estado-unidense e, depois de ter afastado os milicianos, deu fogo ao edifício.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

13 de Dezembro de 2018

NOTÍCIAS RELACIONADAS