Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Com Pedro
em prol da família

· Perante o grande desafio do sínodo ·

Nos últimos meses muitos jornalistas questionaram-se acerca do verdadeiro significado do sínodo extraordinário sobre a família realizado no passado mês de Outubro. Alguns narraram este evento, como disse o próprio Papa, «com o estilo dos relatos desportivos», ao passo que outros o leram e interpretaram conforme as lógicas dos alinhamentos políticos. Contudo, sem dúvida, sobre o sínodo reflectiram-se uma tensão e um cuidado que talvez não tem precedentes nos últimos anos.

O espírito sinodal, de facto, sopra sobre toda a Igreja, revestindo-a de uma luz nova. É a mesma inspiração que moveu o Vaticano II, que guiou Paulo VI antes que se concluísse o concílio, na criação do Sínodo dos bispos e que hoje está a delinear uma viragem pastoral para toda a Igreja.

Como aconteceu na véspera do Vaticano II, não há espaço nesta transição histórica para os «profetas de desventura», encolhidos sobre si mesmos e preocupados apenas com o próprio narcisismo reflexo num espelho. Hoje é o tempo da misericórdia e da verdade. E é o tempo de caminhar juntamente com Pedro, de viver a corresponsabilidade na vida da Igreja, cum Petro et sub Petro.

Em 1973, Giorgio La Pira, numa carta ao amigo Mauro Barsi na qual sublinhava a importância de ler com atenção os textos do magistério de Paulo VI em “L'Osservatore Romano”, afirmava decididamente que o Papa é sempre Pedro. O qual está «no leme de um barco destinado a atravessar todos os povos, todas as nações, todas as civilizações e todos os séculos». Pois bem, em cada navio, escrevia sempre o presidente da Câmara municipal de Florença, «o capitão tem o diário de bordo, no qual anota os eventos essenciais da sua navegação e indica as suas orientações essenciais».

Portanto, as palavras do Papa, citando La Pira, representam o diário de bordo de todos os católicos. Textos que cada um de nós é chamado a ler, porque nos oferecem um sensus ecclesiae autêntico. Ou seja, permitem pensar e agir pondo-nos em sintonia com o agir do capitão do barco cuja rota desde sempre «se encaminha rumo aos portos universais da graça, da unidade e da paz».

Com efeito, movido pelo vento do Espírito, o sínodo continuou a desfraldar as velas do barco de Pedro precisamente rumo a estes portos onde é possível enfrentar, serenamente, os novos dramáticos desafios da sociedade hodierna e onde se podem curar «as feridas» das mulheres e dos homens de hoje. Feridas sobre as quais a Igreja é chamada, por vocação e certamente não por obrigação legal, a derramar o «óleo da misericórdia» e, em igual medida, «o remédio da verdade».

O discurso do Pontífice na conclusão do sínodo é de grande ensinamento. Com efeito, é fundamental distanciar-se tanto da «rigidez hostil» quanto do «facilitismo destrutivo», isto é, da imposição de «fardos insuportáveis» e do «descer da cruz, para agradar as pessoas». A única realidade que conta é permanecer na verdade ajudando quem sofre.

Este é o grande desafio do sínodo sobre a família. Um desafio que se caracteriza pela coragem e liberdade, transparência e franqueza, como talvez nunca tinha acontecido antes. Desafio que não é certamente uma excentricidade intelectual, mas um acto de amor do Papa Francisco – daquele que é o supremo servo da Igreja – pela família. Ou seja, amor pela célula fundamental da sociedade que, hoje, ameaçada por repetidas tentativas de subestimar o seu significado mais autêntico «mediante o relativismo, a cultura do efémero e uma falta de abertura à vida», corre o risco de sofrer uma infeliz «colonização ideológica». Uma eventualidade que deve ser prevenida com todas as força. Sob o sinal da unidade e sob a guia de Pedro.

Gualtiero Bassetti

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

11 de Novembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS