Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

​Com os lápis
e muita vontade de viver

Há quem desenha de cócoras nas escadas, quem sentado sobre os joelhos da mãe. Outros ousam mais e, tranquilamente deitados no chão perto do presépio, pintam em grandes folhas brancas. Outros, deitados aos pés dos coetâneos que estão em cadeiras de rodas, retratam cada um do seu jeito a figura do Papa nas páginas dos álbuns.

É a imagem oferecida pela Sala Paulo VI durante a audiência geral na manhã de quarta-feira, 13 de Janeiro. Protagonistas são as crianças participantes na peregrinação organizada anualmente a Roma pelo departamento pediátrico da Fundação Irccs Instituto nacional dos tumores de Milão.

Francisco encontrou-se com estes pacientes especiais, que graças à sua vitalidade e à energia da idade lutam diariamente contra o mal que os atingiu. No total, eram 140 entre crianças e adolescentes, pais, médicos, paramédicos e voluntários que os assistem. Todos juntos para entregar ao Pontífice uma prenda que dura o ano inteiro: o calendário de 2016 preparado por eles. Com a ocasião entregaram-lhe também as fotografias feitas antes do início da audiência.

E da Ásia provém o precioso tapete – três metros por dois e meio – inteiramente feito à mão que foi doado ao Pontífice. Trata-se de uma obra artesanal, com a expressão «Misericórdia e amor» reproduzida em dez línguas para recordar o ano santo extraordinário. Foi oferecido a Francisco por Ali Rahímí, Wolfang Bandion, Carina Pringruber e Andreas Pacher.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

22 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS