Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Com o estilo do missionário

· O Papa explicou que o evangelizador não é um empresário ·

«Os mensageiros do reino de Deus não são «empresários omnipotentes» nem «funcionários rigorosos» e muito menos «estrelas em tournée», porque o «Mestre os quer livres e ligeiros, sem apoios nem favores, fortalecidos unicamente pela sua palavra», como “peregrinos” que têm em «dotação» apenas «o cajado e as sandálias». Eis o perfil do missionário delineado pelo Papa Francisco no Angelus recitado ao meio-dia de domingo, 15 de julho, com quinze mil fiéis presentes na praça de São Pedro. Antes da prece mariana o Pontífice comentou o Evangelho do dia (Marcos 6, 7-13) que «narra o momento em que Jesus envia os Doze em missão». O Papa indicou neles uma espécie de «estilo do missionário», frisando em particular que «nenhum cristão anuncia o Evangelho “por conta própria”» e indicando o exemplo de alguns santos da diocese de Roma como Filipe Neri, Bento José Labre, Aleixo, Ludovica Albertoni, Francisca Romana e Gaspar del Bufalo». «Não eram funcionários nem empresários – observou – mas humildes trabalhadores do Reino».

Angelus do Papa 

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

12 de Novembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS