Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Católicos unidos ao serviço da missão da Igreja

· Bento XVI na conclusão da visita «ad limina» dos bispos estado-unidenses ·

Gratidão pelo compromisso a favor dos imigrados e pela fidelidade das mulheres consagradas

A «unidade católica» como «condição fundamental para a realização da missão da Igreja» foi reafirmada pelo Papa na manhã de sexta-feira, 18 de Maio, no discurso dirigido ao último grupo de bispos estado-unidenses – regiões XIV e XV – em visita ad limina apostolorum.

O Pontífice manifestou-se particularmente feliz pela presença dos bispos das Igrejas orientais  dos Estados Unidos, porque – explicou-lhes - «vós e os vosso fiéis encarnais de modo único a riqueza étnica, cultural e espiritual da comunidade católica americana, do passado e do presente». Com efeito – recordou - «a Igreja na América lutou por reconhecer e incorporar esta diversidade, e conseguiu, não sem dificuldades, forjando  uma comunhão em Cristo e na fé apostólica que reflecte a catolicidade». Bento XVI falou depois da importância de preservar, alimentar e promover o dom da unidade católica, como condição fundamental para o desempenho da missão da Igreja nos Estados Unidos, enfrentando dois pontos específicos: o da imigração e o das mulheres consagradas.

No que diz respeito ao primeiro, elogiou os «esforços incansáveis, na melhor tradição da Igreja na América, para responder ao fenómeno constante da imigração. A comunidade católica nos Estados Unidos continua, com grande generosidade, a acolher vagas de novos imigrantes, a fornecer-lhes cuidados pastorais e assistência caritativa e a apoiar modos para regularizar  a sua situação, sobretudo no que diz respeito à reunificação das famílias». Neste sentido, para o Papa é um sinal particular «o compromisso dos  bispos americanos, que desempenham há muito tempo, a favor da reforma relativa à imigração»: questão difícil e bastante complexa – assim a definiu – quer do ponto de vista civil quer político, social, económico e humano.

No respeitante ao segundo tema, o Pontífice exortou os bispos «a permanecer particularmente próximos dos homens e das mulheres que estão comprometidos a seguir Cristo de modo cada vez mais perfeito, abraçando generosamente os conselhos evangélicos». E recordou a sua «gratidão profunda pelo exemplo de fidelidade e de sacrifício dado por muitas mulheres consagradas» nos Estados Unidos da América, unindo-se a elas «na oração para que este momento de discernimento dê abundantes frutos espirituais para reavivar as comunidades e fortalecê-las na fidelidade a Cristo e à Igreja, assim como aos seus carismas de fundação».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

16 de Setembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS