Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Caminhos de reconciliação e de bem

· Novo apelo do Papa pela Síria ·

Com o pensamento dirigido à Síria, mas também ao Egito visitado recentemente, ao Iraque e à Terra Santa, o Papa relançou na sexta-feira, 5 de maio, o seu apelo de paz a fim de que nas áreas de conflito «se abram caminhos de reconciliação e de bem». 

Em dois momentos distintos Francisco fez referência ao drama da população síria, em particular das minorias cristãs: inicialmente durante a missa matutina em Santa Marta, quando ao falar da conversão do apóstolo das Gentes a caminho de Damasco – a capital da nação devastada pela guerra desde há mais de seis anos – recordou a perseguição de Saulo contra os seguidores de Cristo «homens e mulheres». Com uma triste consideração sobre a dramática atualidade: «pelo menos, deixava vivas as crianças: hoje, nem sequer isto».

Ainda mais explícita foi a referência no discurso dirigido à comunidade do Pontifício colégio Pio romeno. Dado que a estrutura hospeda também estudantes sírios, o Pontífice garantiu que pensa constantemente «na situação na qual se encontram muitas famílias que se veem obrigadas a abandonar a casa face ao abater-se de vagas de violência e de sofrimento», invocando para eles «o dom pascal da paz».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

23 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS