Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Caminho que não pára

· O patriarca Bartolomeu sobre a visita do Papa ao Fanar ·

«Um sinal importante do afecto recíproco entre as Igrejas ortodoxa e católica»: assim o patriarca ecuménico, Bartolomeu, definiu a visita que o Papa Francisco realizará no final de Novembro a Istambul por ocasião da festa de santo André. Falando ao grupo de jornalistas austríacos, recebidos nos últimos dias no Fanar, o arcebispo de Constantinopla – referiu a Rádio Vaticano – especificou que não haverá «gestos espectaculares», contudo a «declaração que será assinada durante o encontro constituirá uma etapa importante nas relações entre as duas Igrejas». A quase milenária separação «não pode ser superada de um dia para o outro. Nem há sessenta anos considerávamo-nos inimigos, e não irmãos. Mas muitas coisas positivas aconteceram nos últimos decénios. Certamente, agora são necessários progressos substanciais», observou o patriarca ortodoxo.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

23 de Outubro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS