Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

«Avós de rua» em Roma

Setenta anos, viúva, avó e aposentada (ensinava química), Patrizia Mariani tem agora uma nova ocupação. Com efeito, além de se preparar para as qualificações de natação nas olimpíadas da terceira idade, desde que teve início a crise Patrizia começou a estudar economia. Hoje preside ao movimento «Nonne da marciapiede», que protesta contra um mundo de «homens incompetentes e corruptos que ameaçam os nossos lares, os nossos filhos e as nossas reformas». De rua por dois motivos: porque estas Avós não bloqueiam as ruas, e porque querem recordar com elegância que a política desceu muito abaixo do nível da rua. O encontro teve lugar no dia 31 de Maio: às 10h00 encontraram-se na via Nazionale para dar as boas-vindas às máximas autoridades reunidas em assembleia anual da Bankitalia. As Avós pediram um gesto demonstrativo aos comerciantes: fechar as portas por meia hora, precisamente como se fazia outrora à passagem de um féretro pelas ruas da cidade.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

18 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS