Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

​Aumento demográfico na Coreia do Sul

Pelo sexto mês consecutivo, os nascimentos na Coreia do Sul aumentaram. Dizem-no os dados publicados pelo Departamento nacional de estatística, segundo os quais em Setembro houve 2,2% de aumento de nascimentos. Os números apresentam um aumento constante desde Abril, dado muito encorajador para um país que até hoje conta com uma das taxas de natalidade mais baixos. Um estudo do Governo publicado em Agosto de 2014, logo após a partida do Papa Francisco da Coreia do Sul, indicava a taxa de diminuição como uma dos mais elevados do mundo. Na base deste fenómeno está uma cultura nacional centrada no crescimento económico a qualquer preço e em ritmos de trabalho extenuantes. Conscientes deste perigo, ao celebrar a missa da Assunção no estádio de Daejeon no passado dia 15 de Agosto, o Papa tinha incentivado os católicos a ir contra «a economia desumana, que gera uma cultura de morte». Ao lado das religiões, ainda que com atraso, colocou-se também o Governo, que decretou medidas de ajuda a nível fiscal para os casais com filhos e de tutela às mulheres grávidas.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

13 de Novembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS