Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Até aos pés do irmão

· Na audiência jubilar o Papa Francisco fala de misericórdia e serviço ·

Com o lava-pés Jesus indicou «o serviço como o caminho a percorrer para viver a fé nele e dar testemunho do seu amor», recordou o Pontífice na catequese durante a audiência jubilar de sábado 12 de março, na praça de São Pedro.

Na véspera do terceiro aniversário da sua eleição, o Papa Francisco quis dedicar a sua reflexão ao estreito vínculo entre misericórdia e serviço, evidenciando a necessidade que o «mandamento novo» anunciado por Jesus seja vivido no amor concreto, humilde, testemunhado «no silêncio e no escondimento». Um amor – sublinhou dirigindo-se às dezenas de milhares de fiéis presentes – que «se exprime na partilha dos bens materiais» e se manifesta também na capacidade de «confessar reciprocamente as nossas faltas» e de «rezar uns pelo outros para nos saber perdoar de coração».

«Quando te esqueces de ti mesmo e penses nos outros, este é amor» frisou, repetindo que «o lava-pés do Senhor nos ensina a ser servos, mais ainda: servos, como ele foi servo por nós, por cada um de nós».

Antes de se encontrar com os fiéis na praça, o Pontífice saudou na Sala Paulo VI os participantes no curso de formação promovido pelo tribunal da Rota romana e reafirmou que a nova normativa para a declaração da nulidade matrimonial – contida nos motupropri Mitis Iudex Dominus Iesus e Mitis et Misericors Iesus – deve ser «compreendida e aprofundada» para dar «um serviço de justiça e de caridade às famílias».

Catequese do Papa na audiência jubilar

Discurso aos participantes no curso da Rota romana

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

21 de Agosto de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS