Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

As novidades do jornal do Papa

"L'Osservatore Romano" renovou-se a partir de 3 de Fevereiro. Sob o ponto de vista gráfico, sobretudo, continuando o que nestes cem dias o quotidiano fez para se renovar. Permanecendo naturalmente o "jornal do Papa", isto é, apresentando todos os dias imediata e integralmente a actividade do Bispo de Roma. Com um alcance cada vez mais internacional, característica que foi sempre uma constante do jornal vaticano e agora, para estar à altura das novas perspectivas de uma informação todos os dias mais global, está mais acentuada.
Mas convém seguir por ordem, e apresentar brevemente as novidades que a partir do dia 3 se encontram nas oito páginas que "L'Osservatore Romano" oferece quotidianamente. Com um trabalho que é de grupo:  secretárias, tradutoras, contínuos, correctores, jornalistas, tipógrafos, e arquivistas. Agora, graças sobretudo à inventividade e ao esforço dos nossos gráficos e do seu redactor-chefe que nas últimas semanas trabalharam muito bem, como sempre, mas com um compromisso ainda mais resoluto o jornal será mais airoso e legível, graças a caracteres diversos, ligeiramente maiores, e a mais espaços. Introduzindo estavelmente a cor na primeira e na última página, conscientes da função importante que desempenham quer o aspecto total quer, precisamente, as imagens.
A primeira página, de capa, está obviamente reservada aos textos e às notícias mais importantes, muitas vezes com chamadas que remetem para as páginas internas, enquanto a última uma verdadeira contracapa, ainda mais valorizada pelo uso da cor normalmente está reservada à actividade papal e às informações sobre a Santa Sé. A segunda e a terceira oferecem as notícias internacionais numa óptica ampla (na qual obviamente está incluída a Itália), a quarta e quinta estão dedicadas à cultura, a sexta e a sétima, por fim, à informação religiosa:  sobre o catolicismo sobretudo com um olhar atento às Igrejas orientais, católicas e não mas também às outras confissões e religiões diversas.
O objectivo é naturalmente o "bom jornal" que o Cardeal Secretário de Estado e toda a Secretaria de Estado desejam para que "L'Osservatore Romano" se difunda cada vez mais, para se fazer eco da pregação humilde, confiante e firme de Bento XVI. Por isso estão a ser estudadas também novas formas de difusão que envolverão outros jornais, enquanto a renovação dirá respeito progressivamente às edições periódicas do nosso jornal e ao seu site em rede. Com um compromisso apaixonado e humilde que se renova todos os dias.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

11 de Dezembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS