Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

A armadilha da linguagem do mundo

· Os exercícios espirituais da Cúria romana em Ariccia ·

A linguagem do mundo é uma armadilha na qual não deve cair quem quiser testemunhar o amor de Deus, aquele amor sobre o qual é possível construir a comunidade, viver em comunhão e glorificar Deus com a caridade. E o homem hoje, infelizmente, ainda está em busca da linguagem justa, ou seja, a linguagem de Cristo. Que não era a linguagem da força ou do poder, mas a linguagem da debilidade, facilmente compreensível a todos, sobretudo aos que fazem a experiência do sofrimento. Frisou esta manhã, quarta-feira 12 de Março, monsenhor Angelo De Donatis abrindo em Ariccia o quarto dia dos exercícios espirituais com o Papa Francisco e a Cúria romana.

«Jesus – observou o pregador – era um óptimo comunicador» mesmo se nunca fez «discursos que pretendiam persuadir por força»; e conseguia compreender e comunicar o amor profundo de Deus pelo homem, porque as suas palavras não se baseavam na «sabedoria do mundo» ma na sabedoria de Deus. A única sabedoria, disse, graças à qual podemos conseguir conhecer a grandeza dos dons que Deus nos fez. E por nossa vez, oferecê-los aos outros, testemunhando assim, com a caridade, a verdadeira glória de Jesus.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

21 de Setembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS