Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Arca de caridade

· No Brasil a beatificação de Francisco de Paula Victor ·

Forte e ao mesmo tempo humilde. Assim o cardeal Angelo Amato ressaltou as duas virtudes mais evidentes na vida do padre Francisco de Paula Victor, o sacerdote brasileiro de origem africana beatificado a 14 de Novembro no Brasil.

Presidindo ao rito em representação do Papa Francisco, no ex-aeroporto de Três Pontas, no Estado de Minais Gerais, o purpurado recordou que alguns lhe chamavam com desprezo «“pretinho” e não lhe poupavam humilhações devidas à sua descendência africana». Com efeito, no início «tinham preconceitos raciais contra ele. Mas depois foram conquistados pela sua modéstia, bondade e simpatia». O cardeal Amato traçou algumas características da personalidade do padre Victor, que era «de espírito nobre. E nunca se deixou emaranhar pela mentalidade elitista dos sacerdotes, mas cultivou as virtudes da humildade e da simplicidade».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

17 de Novembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS