Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

Ao serviço do Sucessor de Pedro

· Audiência de Bento XVI ao Corpo da Polícia e aos Bombeiros do Estado da Cidade do Vaticano ·

O Papa manifestou profundo reconhecimento e apreço pelo trabalho desempenhado pelo Corpo da Polícia e dos Bombeiros do Vaticano «ao serviço do Sucessor de Pedro», na audiência especial que lhes foi concedida  na tarde de sexta-feira 11 de Janeiro, na Sala Clementina. Depois da saudação do comandante Domenico Giani, Bento XVI pronunciou o seu discurso ressaltando como esse serviço é desempenhado «com discrição, competência e eficácia e não sem sacrifícios». Recordou a seguir que quase todos os dias tem a «oportunidade de encontrar algum» dos polícias «nos vários postos de serviço» podendo constatar pessoalmente «a profissionalidade ao colaborar para garantir a vigilância ao Papa, como também a  necessária ordem e segurança de quantos residem no Estado ou dos que participam nas celebrações e nos encontros que se realizam no Vaticano». O Pontífice evidenciou também que «o Corpo da Polícia está chamado a desempenhar, entre as diversas tarefas, a de acolher com amabilidade e gentileza os peregrinos e visitadores do Vaticano, que vêm a Roma, da Itália e de todas as partes do mundo». Uma obra de vigilância e de controle – acrescentou – desempenhada «com diligência e solicitude, sem dúvida importante e delicada» que «exige por vezes muita paciência, perseverança e disponibilidade para a escuta». Um serviço, em síntese, «muito útil para o desempenho sereno e tranquilo da vida quotidiana e das manifestações religiosas da Cidade do Vaticano».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

10 de Dezembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS