Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

A violência e o ódio são sempre uma derrota

· Na audiência geral o apelo a favor da Costa do Marfim e Líbia ·

Novo apelo do Papa pela Costa do Marfim e pela Líbia. No final da audiência geral de quarta-feira, 6 de Abril, Bento XVI dirigiu-se «a todas as partes em causa» pedindo que nos dois países africanos «seja iniciada a obra de pacificação e de diálogo e evitados ulteriores derramamentos de sangue». Precedentemente o Pontífice dedicou a catequese (página 3) a Teresa de Lisieux, santa que «iluminou toda a Igreja» com a sua vida e a sua doutrina.


Continuo a seguir com grande apreensão as dramáticas vicissitudes que as queridas populações da Costa do Marfim e da Líbia estão a viver nestes dias. Além disso, faço votos para que o Cardeal Turkson, que encarreguei de ir à Costa do Marfim para manifestar a minha solidariedade, possa entrar depressa no país. Rezo pelas vítimas e estou próximo de todos os que estão a sofrer. A violência e o ódio são sempre uma derrota! Por isso dirijo um novo e urgente apelo a todas as partes em causa, para que seja iniciada a obra de pacificação e de diálogo e sejam evitados ulteriores derramamentos de sangue.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

16 de Setembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS