Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

A união entre os cristãos facilita a paz no Médio Oriente

· O Papa à Comissão mista internacional para o diálogo teológico entre a Igreja católica e as Igrejas ortodoxas orientais ·

Os cristãos que no Médio Oriente «enfrentam provas dolorosas e dificuldades, que são fonte de profunda preocupação para todos nós», devem trabalhar juntos, «com aceitação e confiança recíprocas», a fim de servir a causa da paz e da justiça. Disse o Papa esta manhã, sexta-feira 25 de Janeiro, dirigindo-se aos membros da Comissão mista internacional para o diálogo teológico entre a Igreja católica e as Igrejas ortodoxas orientais, recebidos em audiência na Sala dos Papas. Referindo-se ao trabalho feito pela comissão Bento XVI, reconhecendo os progressos obtidos, quis expressar a sua «esperança de que as relações entre a Igreja católica e as Igrejas ortodoxas orientais continuem a desenvolver-se em espírito fraterno de cooperação, sobretudo através do aprofundamento de um diálogo teológico capaz de ajudar todos os seguidores do Senhor a crescer na comunhão e a testemunhar ao mundo a verdade salvífica do Evangelho». O Papa fez votos por que precisamente o testemunho corajoso de Cristo possa «amparar-nos e fortalecer-nos a todos, para enfrentarmos os desafios do presente com confiança e esperança».

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

22 de Setembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS