Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

A comunidade de Castel Gandolfo recebe Bento XVI

· A chegada no final da tarde da terça-feira 3 de Julho ·

É o segundo ano consecutivo que Bento XVI transcorre todo o Verão na residência das Vilas Pontifícias de Castel Gandolfo, onde chegou por volta das 18h00 de ontem, 3 de Julho. Decisão, num certo sentido, já anunciada no ano passado precisamente quando, no momento da sua chegada, explicou a sua predilecção por aquela vila onde tem a certeza que encontrará tudo o que necessita para passar uma temporada de repouso imerso na tranquilidade e circundado por uma natureza viçosa - «monte, disse, lago e  vejo até o mar» - ao lado de uma «bonita igreja» e entre «pessoas bondosas». Tantos «queridos amigos» como saudou os seus momentâneos concidadãos  logo que chegou entre eles. A primeira coisa que fez foi precisamente comunicar-lhes a sua alegria. De facto, saiu ao terraço externo do palácio e, aos muitos que se reuniram na praça em frente para lhe dar as boas-vindas, confidenciou a sua felicidade «por ter chegado aqui para as minhas férias. Desejo a todos um bom repouso», disse acrescentando também os votos por que todos possam gozar da amenidade que Castel Gandolfo oferece. «Espero – prosseguiu – que possamos renovar-nos espiritual e fisicamente nesta bonita, pequena cidade circundada pela beleza da criação». Por fim agradeceu a presença de todos e renovou os votos de boas férias. O Pontífice tinha chegado da Cidade do Vaticano de helicóptero, acompanhado pelo prefeito da Casa Pontifícia, D. Michael Harvey, pelo regente, D. Paolo De Nicolò, pelos monsenhores Georg Gänswein, seu secretário particular, e Alfred Xuereb, da secretaria particular.

No heliporto das Vilas Pontifícias foi acolhido pelo cardeal Giuseppe Bertello, presidente do Governatorado do Estado da Cidade do Vaticano, com o secretário-geral, D. Giuseppe Sciacca, D. Albano Marcello Semeraro, pe. Josef Mai, vice-director do Observatório  do Vaticano, pe. Pietro Diletti, pároco da paróquia pontifícia de São Tomás de Villanova, e o director das Vilas Pontifícias, Saverio Petrillo.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

22 de Setembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS