Nota

Este site utiliza cookies...
Os cookies são pequenos arquivos de texto que ajudam a melhorar a sua experiência de navegação no nosso site. Ao navegar em qualquer parte deste site você autoriza a utilização dos cookies. Poderá encontrar maiores informações sobre a policy dos cookies nas Condições de utilização.

360 anos por estupro de indígenas na Guatemala

Confirmada na Guatemala a condenação, no passado mês de fevereiro, de dois militares por terem estuprado mulheres indígenas. Esperaram mais de trinta anos para obter justiça. São onze as mulheres, com mais de setenta anos, que de 1982 a 1983 sofreram abusos sexuais na base militar de Sepur Zarco, no norte da Guatemala. Os militares foram reconhecidos culpados de crimes contra a humanidade por violências sexuais e homicídios. É a primeira vez que no país um caso deste tipo leva à condenação de militares.

Edição em papel

 

AO VIVO

Praça De São Pedro

8 de Dezembro de 2019

NOTÍCIAS RELACIONADAS